04 fevereiro 2010

Saiba um pouco sobre para-raios

Bookmark and Share

Antes de ir diretamente aos para-raios, vale lembrar que o Brasil é o campeão mundial de incidências de descargas elétricas, cerca de 60 milhões de raios por ano. No planeta a estimativa é de 100 raios por segundo. Os grandes centros urbanos estão sujeitos a grandes números de raios por serem considerados “ilhas de calor”, devido às grandes construções e a pouca área verde, favorecendo tempestades. Por isso, é importante uma instalação e manutenção corretas dos para-raios.

Para ficar mais simples de entender como funciona o para-raios, vamos começar pelos próprios raios:

  • Raio e trovão

Raio

O raio, que é a descarga elétrica, é formado basicamente pela atração das cargas elétricas opostas entre as nuvens (cargas negativas) em relação ao solo (cargas positivas). Esse caminho percorrido, que pode ser tanto da nuvem pro solo quanto do solo pra nuvem, cria uma espécie de deslocamento de ar, fazendo com que ele se esquente demais, provocando uma expansão e produzindo um som, no caso, o trovão. No caso de raios entre nuvens ou dentro de uma única, não há formação de trovões. Um raio pode atingir as incríveis marcas de 125 milhões de volts (tensão elétrica), 200 mil ampères (corrente elétrica, e o fator elétrico mais perigoso) e 25 mil graus celsius. Pra se ter uma idéia, 0,5 ampères é o suficiente para matar uma pessoa.

  • O para-raios

O para-raios foi uma invenção de Benjamin Franklin no século XVIII. Ele descobriu um princípio físico chamado “poder das pontas”, onde pontas metálicas finas são capazes de favorecer a atração de raios, pois é nelas que mais se concentram cargas elétricas. Veja bem, ao contrário do que as pessoas pensam, metal em si não atrai raio, o que o atrai é a disposição dele na ponta do para-raios. Com isso, o raio é descarregado à terra por meio de um cabo aterrado, onde sua energia é dissipada.

  • Como saber se o para-raios é eficiente?

A fabricação e instalação do para-raios deve seguir a norma ABNT-NBR-5419, que trata da proteção de estruturas contra descargas elétricas. Veja um exemplo de instalação correta:

para-raio

O cabo que vai do captador à terra deve ser instalado com isoladores, de modo que ele não entre em contato direto com as paredes do imóvel. Também é importante observar a base e fixação do mastro pra ver se não há presença de ferrugem. No caso, é indicado parafusos de alumínio ou aço inoxidável. No mais, o dispositivo é bem simples.

Se você tem para-raios na sua casa, prédio ou estabelecimento comercial e tem dúvidas, consulte um eletricista ou um instalador especializado. Com as instalações corretas, você evita acidentes e fica protegido, sem ter com o que se preocupar.

E se você estiver num local aberto na hora de uma tempestade com raios, proteja-se dentro do carro, se for o caso, e nunca procure uma árvore pra se proteger. Se estiver num local muito aberto e isolado, agache-se e não deite-se no chão.  O abrigo de maior proteção sempre será um local de construção sólida.

Imagens: Defesa Civil - RJ



Escolha a opção de comentário:

14 Comentários
Comentários

14 comentários:

  1. Muito interessante. Esse Benjamin Franklin foi O CARA mesmo :D

    Beijão! Tudo de bom pra você.

    ResponderExcluir
  2. Olá Junior,

    Verdadeiramente uma aula sobre pararraios! Esse é um dispositivo que muitas vezes passa despercebido por nós nas construções, mas que realmente é "salvador".

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. arquiteto Celio Luiz damo26 março, 2010

    Uma area urbana é constituida de edificações de todos os tipos construtivos e de diversas alturas, além das arvores,posteamentos com rede elétrica,mastros,torres de eenergia/tv,etc.
    Qual a efiìência de para raios em edificações baixas em meio a todas estes outros interventores? em se fazendo um sistema de para-raios eu não estaria atraindo os raios para minha edificação? Em uma edificação de estruturas de concreto onde as decidas estão nas ferragens dos pilares e a descarga está no bloco de fundação, é necessário fazer uma gaiola da rede de aterramento no solo jntando todos esses pontos?.
    Qual seria o livro adequado tecnicamente para conhecer e projetar um sistema de descarga atmmosférica?

    ResponderExcluir
  4. @Celio Luiz
    Olá, vou tentar responder por partes:

    - Segundo a ABNT, em sua norma NBR-5419, toda construção com altura superior a 10m precisa da instalação de um para-raio.
    - Metal não atrai raio, logo, para-raio não serve para atrair e sim dissipá-lo. A ponta dele é que favorece a atração.
    - No caso da gaiola, ela é aplicada dependendo da resistividade elétrica do solo e a altura da edificação, sendo recomendada em construções acima de 60m.
    - Quanto ao livro, eu recomendo que você consulte a norma NBR-5419.

    Espero ter ajudado, abraços.

    ResponderExcluir
  5. Caso esteja em dúvida quando tiver numa chuva com raios nunca procure uma árvore

    ResponderExcluir
  6. boom texto...nos ajudou muito a entendermos mais sobre o pára-raios.Devemos sim sabermos como se instala um pára-raios correto porque senão correremos o risco de sermos atingido com um raio por imprudência nossa!!!booaaa invenção de Benjamin Franklin...

    ResponderExcluir
  7. olá junior...
    quero agradecer a vc pois sua explicação,
    foi de muita ajuda,minha apresentação
    foi uma das melhores da turma.
    É mais vou lhe fazer uma critica considere ela
    construtiva,vc precisa melhorar sua argumentação.
    mais vc é um otimo escritor e gostei de verdade
    de seu trabalho.

    ResponderExcluir
  8. boa noite esse texto mostra como prevenir contra os raios[descargas elétricas]e, se você não usar o pra-raio adequadamente, poderá se prejudicar.por isso quando você for se proteger de um raio não esconda debaixo de uma árvore, é mais recomendável se esconder dentro do carro.dependendo do lugar que você esteja é melhor se agachar.adorei essa aula sobre para-raios pois ela nos ensina métodos de prevenção contra as descargas élrticas

    ResponderExcluir
  9. junior parabéns sua página ficou muito show com sua explicação eu fiz uma prova e consegui tirar nota 9.98 sabe como é professores muito exigente mais fala sério pra mim valeu um 10.po muito obrigado.

    ResponderExcluir
  10. Esse texto é bastante interessante,é direto e claro, ótimo para o bom entendimento dos alunos,pois o usarei na aula de física da terceira série do ensino médio.

    ResponderExcluir
  11. os para raios sao tao importantes para a nossa segurança,sao instalados e possuem uma parte metalica, na qual atrai as descargas eletricas,e vao atravez do tubo do pvc que leva a descarga até a terra.E por isso afirmamos com a toda a certeza que nao é seguro ficar debaixo de uma árvore,se estiver dentro do carro permaneça pois o campo elétrico no interior do carro é nulo,e nao sera afetado pela descarga elétrica.

    ResponderExcluir
  12. estava fazendo um trabalho sobre o para-raio e esse site me ajudou muito.
    valew

    Gabriel,10

    ResponderExcluir
  13. Márcio Paz09 maio, 2012

    Uma dúvida talvez óbvia mais vou perguntar .. nunca deve-se instalar um para raio em dia chuvoso ou nublado isso é mito ou realidade..

    ResponderExcluir
  14. @Márcio Paz
    É verdade sim.
    Nenhum serviço elétrico pode ser feito em dias com muitos raios. Até serviços telefônicos se tornam perigosos.
    Abraços.

    ResponderExcluir

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... Voltar ao Topo da Página